abr 20, 2017

Posted by in Noticias | 0 Comments

Confronto entre CRB e Murici termina em empate

Confronto entre CRB e Murici termina em empate

CRB murici empatam

Um pra lá e um pra cá na semifinal do Alagoano. Comentarista de arbitragem da TV Gazeta diz que penalidade para o CRB não existiu

Murici e CRB fizeram um jogo brigado, disputado, mas fraco tecnicamente. O campo do Estádio José Gomes da Costa, em Murici, atrapalhou muito e o placar só foi movimentado nesta quarta com gols de pênalti. Um pra cada lado nesta semifinal do Alagoano. Primeiro, Katê converteu para o Alviverde e, depois, Neto Baiano empatou.

Comentarista de arbitragem da TV Gazeta, Flávio Feijó de Omena disse que o pênalti a favor do Murici existiu. Neto Baiano colocou a mão na bola dentro da área. Gerou polêmica mesmo a penalidade marcada pelo árbitro Wagner Nascimento Magalhães (Fifa/RJ) para o CRB. O zagueiro Cláudio foi na bola na disputa com Maxwell, mas o juiz não perdoou.

– Nesse segundo tempo agora, ele cometeu um erro, que foi assinalar uma penalidade inexistente, a favor da equipe do CRB, que foi convertida em gol. Acabou interferindo no resultado da partida. E por esse erro, ele perdeu muito na sua arbitragem – analisou Flávio Feijó.

O Galo manteve a vantagem no confronto. Domingo, joga em casa, no Rei Pelé, por mais um empate para garantir a classificação para a decisão do campeonato. Na outra semifinal do Alagoano, CSA e ASA também empataram nesta quarta por 1 a 1.

Primeiro tempo ruim

O primeiro tempo não foi bom. Gramado ruim, poucas chances de gol e respeito mútuo. Não faltou vontade, correria, mas, quando a bola chegou ao ataque, faltou um pé calibrado para colocar na rede.

O Galo teve uma boa oportunidade, aos 28. Chico limpou o marcador e serviu a Jocinei, que finalizou muito mal, longe do gol. Aos 37 minutos, Paulo Victor recebeu livre na área do CRB, poderia chutar, mas cruzou por baixo. Danilo tentou de letra, mas não achou a bola.

Dois pênaltis no segundo tempo

O segundo tempo começou com emoção. Aos três minutos, Neto Baiano abriu os braços na área do Galo, depois de uma cobrança de escanteio, a bola bateu e o árbitro marcou pênalti. Katê bateu, Juliano acertou o canto, mas não defendeu: 1 a 0.

O CRB sentiu e quase sofreu o segundo aos quatro minutos. Danilo entrou livre e finalizou pra fora, muito perto do gol. O Galo precisou remar e empatou aos 20 minutos. Maxwell foi travado na bola, por Cláudio, mas o árbitro viu pênalti no lance. Neto Baiano esperou a definição do goleiro e bateu no meio do gol: 1 a 1.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *