maio 15, 2017

Posted by in Noticias | 0 Comments

CRB evolui em relação ao estadual e melhora cardápio ofensivo

CRB evolui em relação ao estadual e melhora cardápio ofensivo

crb ceará primeiro jogoTécnico Léo Condé mantém a formação do Alagoano, mas jogadores mostram melhor desempenho e apresentam variações de ataque contra o Ceará

técnico Léo Condé foi cauteloso ao mandar o CRB a campo contra o Ceará, na estreia da Série B. A escalação do time foi a mesma que vinha atuando no Campeonato Alagoano, com destaque para dobra na lateral direita, entre Marcos Martins e Edson Ratinho. Também vale destacar a variação do cardápio. O Galo atacou pela esquerda, com Chico, pelo meio, até com chutes de longa distância, e pela direita, principalmente com Mailson e Ratinho. Foi uma evolução em relação ao estadual.

O sistema defensivo se manteve, com Martins guardando posição no lado direito, enquanto Diego tinha mais liberdade para subir. O miolo de zaga permaneceu bem postado, com Flávio Boaventura e Gabriel, mostrando a segurança de sempre. Um pouco mais à frente, Adriano fazia a cabeça de área e Yuri saia um pouco mais para o jogo, aparecendo em algumas oportunidades como um terceiro homem de meio-campo.

 Peça fundamental no esquema tático do Galo, Edson Ratinho foi bem. Com o meio-campo do Ceará bem preenchido, o Galo tentava entrar pelas laterais, principalmente pelo lado direito. Acostumado a atuar dessa forma, Ratinho fazia quase o papel de ponta, variando com infiltrações pelo meio, até arriscando chutes de fora da área. No lance do gol marcado por Neto Baiano, Edson Ratinho deixou Marcos Martins à vontade para avançar e cruzar na cabeça do centroavante. Oportunista, o camisa 9 estava livre de marcação e só teve o trabalho de escorar para o fundo da rede. Neto também se destacou pela força de vontade e também pelas saídas da área, indo buscar o jogo e dando espaço para os companheiros. Assim, chegou a colocar Mailson na cara do gol com um desvio de cabeça.Na segunda etapa, Léo Condé fez alguns ajustes no setor de marcação, tirando a liberdade na saída de bola do Ceará. Depois dos 15 minutos, começou a bater o cansaço na equipe regatiana, e o treinador optou por colocar Danilo Pires na vaga de Chico, fechando mais o meio-campo. Maílson deu lugar a Maxwell, que atuou aberto pelo lado esquerdo, e Elias entrou no lugar de Neto Baiano, mas pouco produziu.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *