maio 4, 2017

Posted by in Noticias | 0 Comments

No meio da torcida: com fumaça, papel e música do Neto, CRB faz festa; vídeo

No meio da torcida: com fumaça, papel e música do Neto, CRB faz festa; vídeo

neto torcida CRB

Galo vence o CSA por 1 a 0, com gol de Neto Baiano, e garante vantagem de jogar por um empate na finalíssima. Partida será no próximo domingo, às 16h, no Trapichão

Neste domingo, CRB e CSA entraram em campo no primeiro jogo da decisão do Campeonato Alagoano. Para o Galo, este foi o primeiro passo para a conquista do tri; para o Azulão, a chance de acabar com o jejum de nove anos sem levantar a taça de campeão estadual. Neste primeiro confronto, comemoração alvirrubra no Rei Pelé. Após um erro da zaga azulina, Neto Baiano fez o gol da vitória regatiana. O feito garantiu a alegria da torcida, que gritou o nome do atacante durante o intervalo. A grande final será no próximo domingo e o Galo tem a vantagem de jogar pelo empate.

A torcida regatiana não decepcionou. Sendo os únicos que poderiam estar presentes neste jogo, um pouco mais de 11 mil regatianos compareceram ao Rei Pelé. E fizeram bonito. Os torcedores chegaram cedo, às 14h muitos já estavam no estádio aguardando a abertura dos portões para começar a festa vermelha e branca no Trapichão.

Enquanto isso, o ônibus do CRB chegava ao estádio e a torcida estava preparada para receber os atletas. A festa foi grande. Com os gritos de “Uh! Papai chegou!” e fogos de artifício, os jogadores regatianos receberam o apoio dos torcedores antes do início do clássico contra o CSA. E a comemoração continuou após a passagem do ônibus do Galo (veja vídeos abaixo).

A movimentação no Rei Pelé foi intensa e, faltando meia hora para o início do jogo, boa parte dos torcedores – tanto os que iam para as arquibancadas baixas, quando os que iam para as altas – ainda esperava para entrar no estádio.

O CRB entrou em campo e a torcida montou a festa: teve música, teve fumaça e teve muito papel (veja abaixo). No primeiro tempo da partida, os dois times não criaram muitas chances. O CRB abriu o placar aos 45 minutos do primeiro tempo, com Neto Baiano, após um erro da zaga azulina.

Na saída do intervalo, enquanto caminhava para o vestiário, o atacante foi ovacionado pelos torcedores. O jogador foi saudado com uma música feita pela torcida e retribuiu o carinho jogando sua camisa para a arquibancada

Na segunda etapa, o CSA tentava empatar e o Galo ainda teve boas chances de ampliar, uma com Elias e outra com Chico, mas o jogo terminou assim: 1 a 0 para o CRB e vantagem de jogar por um empate na finalíssima. A partida será domingo, também, no Rei Pelé, às 16h, e desta vez, apenas a torcida azulina estará presente nas arquibancadas.

Boletim financeiro

Público total: 11.176
Público pagante: 9.066
Renda: R$ 207,748,00

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *