maio 4, 2017

Posted by in Noticias | 0 Comments

Volante do CRB, Adriano comenta torcida única: “Temos que nos policiar”

Volante do CRB, Adriano comenta torcida única: “Temos que nos policiar”

Adriano CRb torcida única

Para o jogador regatiano, medida judicial deve ser discutida dentro dos clubes

decisão da justiça de proibir o acesso das duas maiores torcidas do estado na final do Campeonato Alagoano ainda é motivo de debate. Se na primeira partida entre CRB X CSA só os torcedores regatianos estiveram presentes, na finalíssima será a vez dos azulinos marcarem presença no Estádio Rei Pelé.

Atleta do Galo, o volante Adriano entrou na discussão e não tirou o pé da dividida. Consciente, ele deu uma dica para solucionar o problema, e destacou que o assunto deve ser mais discutido dentro dos clubes.

– Infelizmente, tudo começa de dentro para fora. Nós jogadores temos que nos policiar ao máximo, acho que rede social, televisão, rádio, influenciam muito para fora das quatro linhas; nada justifica também o torcedor ir ao estádio brigar, ainda mais aqui que é um espetáculo tão bonito. Infelizmente, hoje em dia, você não vê mais pai de família levar criança ao estádio. Então isso também acaba entristecendo o futebol, porque o futebol brasileiro é um futebol alegre, moderno. Infelizmente está acontecendo isso, mas cabe também ao jogador se policiar em entrevistas, evitar provocações, porque isso influencia o lado de fora. Eu tenho certeza que quando a maioria dos jogadores, junto aos torcedores, tiverem a cabeça no lugar tudo vai voltar ao normal e o futebol vai ter muitas alegrias de volta – enfatizou.

Apesar da ausência dos regatianos no jogo que vai definir o campeão estadual de 2017, ele garantiu que a equipe comandada por Léo Condé está preparada.

– Tenho certeza que a nossa equipe tem jogadores experientes, se a nossa torcida estivesse lá seria diferente, mas é trabalhar com a cabeça no lugar e fazer uma grande partida também – disse.

Sobre a primeira partida, que terminou com a vitória do CRB, o volante afirmou que o time foi bem, mas precisa fazer alguns ajustes.

– Sempre tem. No futebol, nem tudo é perfeito. A gente fez uma grande partida, mas nem tudo é perfeito. Tenho certeza que o professor Condé é muito inteligente, a nossa equipe também, e tem tudo para sentar e aproveitar essa semana para corrigir o mais rápido possível – concluiu.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *